História

Cascais

Cascais e a sua História

A ocupação Humana na área que hoje constitui o concelho de Cascais deverá remontar ao Paleolítico inferior. Podemos encontrar vestígios desta época a norte de Talaíde e a sul dos moinhos do cabreiro. A presença nesta zona durante o Neolítico é evidenciada pelo estabelecimento dos primeiros povoados e pela utilização de Grutas Naturais (Poço Velho em Cascais) e artificiais (Alapraia ou S.Pedro).
 
A presença em Cascais dos Romanos é testemunhada através das Villae de Freiria (S.Domingos de Rana) e de Casais Velhos (Charneca). A descoberta de um conjunto de tanques para a salga de peixe, na Rua Marques Leal Pancada é também um exemplo de um “complexo fabril”da época Romana.
 
Cascais Medieval – Na segunda metade do século XII, Cascais era uma pequena aldeia de pescadores e lavradores.
 
Devido à sua excepcional Geografia transformou-se num porto de pesca com considerável interesse económico. Em 7 de Junho de 1364 Cascais foi elevada de aldeia a vila.

Cascais – Zona de férias de verão da corte. Quando o Rei D.Luis escolheu a vila como sua “Estancia de Banhos” durante o século XIX, com esta decisão o Rei arrastou consigo a corte e a alta burguesia. Com a chegada dos veraneantes da capital os hábitos alteraram-se. Intensificou-se a vida social: Dos banhos de mar às soirées e bailes no palácio real. Surgiram na vila Chalets, Hotéis, Restaurantes e diversos locais de lazer, como por exemplo o casino da praia.
 
O facto de durante a 2ª Guerra Mundial Portugal ter optado pela neutralidade tornou este País um território seguro para milhares de refugiados e exilados. São exemplo disso personalidades ilustres como o Conde D.Juan de Battensberg e Bourbon (Pai do Rei D.Juan Carlos de Espanha), o Rei Humberto II de Itália, Carol II da Roménia, os Arquiduques da Austria e Hungria, a família Real Dinamarquesa, a Grã-duquesa Charlotte entre outras.
 
Actualmente Cascais continua a manter esta vocação de espaço de acolhimento reunindo esta região todas as condições indispensáveis a um destino de férias, cultural ou de negócios.